Tuesday, February 17, 2009

NEGÓCIO FUTEBOL CLUBE


Tem um filme muito interessante que semestralmente dou como “Para Casa” para meus alunos. Trata-se do “Diabo veste Prada” que mostra o mundo da moda visto em todos os aspectos, principalmente como NEGÓCIOS.
Porém, estou longe de entender o mundo da moda, mas em compensação tem duas áreas que tenho grande propriedade para falar que são: Futebol e Administração.
Então vejamos como o futebol que é o maior esporte do universo se tornou uma mina, alavancando valores estratosféricos e sendo destaque até mesmo em estudos de produtividade na indústria automobilística.
Até antigamente tratava-se de um esporte que era custeado por abnegados benfeitores que doavam dinheiro para equipes que entretiam comunidades e em maior escala estados e países. Porém com o crescimento das equipes e competições, os custos foram prontamente alavancados e os antigos presidentes cederam espaço para profissionais especializados em finanças, marketing, logística e todo tipo de ferramentas aplicadas por Administradores. E aquele esporte que servia para ocupar as tardes de domingos tornou-se um campo de negócios que gera uma quantidade absurda de empregos e valores assombrosos ano após ano, com crise ou sem crise.
Para citar a nível internacional, os mega times europeus traçaram estratégias, ampliando seu marketing para atravessar fronteiras e conquistar torcedores (diga-se lucro) em outros continentes, principalmente no Asiático. Um exemplo seria a Supercopa da Itália (disputa entre o campeão italiano versus o campeão da Copa Itália) que será realizada em 2009 na capital chinesa, sendo que a Lega Calcio (CBF italiana) receberá 2,5 milhões de euros dos chineses, além de todas as despesas dos dois clubes totalmente pagos por uma única partida. Para se ter uma idéia mais assombrosa ainda basta citar que a última Eurocopa disputada na Áustria e Suíça gerou só de LUCRO, 250 milhões de EUROS ! A mesma competição realizada dois anos antes em Portugal, tinha gerado um lucro de somente 27 milhões de euros a menos! Vale ressaltar que a Copa da Alemanha teve um lucro menor, mas também muito alto: 135 milhões de euros. Nesta competição, um estudo do banco alemão Postbank, afirmou que dos 1,7% do crescimento do PIB esperado pelo país, os eventos relacionados com a Copa, contribuiria com 0,3%.
Nos Estados Unidos, após a primeira tentativa que contou com Pelé e outras lendas do futebol no Cosmos, nova investida está sendo organizada, com a MLS. O país já recebeu uma Copa do Mundo que foi um sucesso de público e chegaram a contratar Beckham por um contrato de 5 anos no valor de 250 milhões de dólares - com sua chegada, foram comercializadas mais de 300 mil camisas com seu nome no Los Angeles Galaxy (mais que qualquer outro esportista americano), o que mostra que desta vez o esporte promete ter futuro no país.
E se formos citar o Brasil, 4 clubes são arduamente analisados em programas esportivos e aulas de Administração nas principais faculdades do país: Cruzeiro, São Paulo, Internacional e Atlético/PR.
O último campeão brasileiro estipulou só pelo patrocínio máster de sua camisa o valor de 30 milhões de reais, total este obtido com todos os patrocínios somente no ano passado. Anteriormente a Reebok investiu 4 milhões na instalação de uma loja em seu estádio e a Coca-Cola outros 2,5 milhões com seu bar temático. A previsão que até 2010 o estádio tenha seu anel inferior transformado em um shopping (com cinema, restaurantes, lojas, etc).
Já em Minas, o maior clube do Estado, o negócio “futebol” anda muito bem. A receita bruta com transferências de atletas em 2008 foi de 51 milhões, dos quais o Cruzeiro ficou com R$ 32,76 milhões (o restante foi para parceiros). Além disto, o Bi-Campeão da Libertadores obteve com receitas: cerca de R$ 7 milhões no campeonato mineiro (R$ 4,2 milhões de televisão, R$ 1,2 milhão de placas e R$ 1,6 milhão de rendas), R$ 4,18 milhões na Taça Libertadores (sem ter avançado a semifinal), R$ 8 milhões em patrocínios diversos, R$ 11 milhões em royalties de licenciamentos, vendas de produtos e dos sócios dos clubes, além dos cerca de R$ 18 milhões em cotas de televisão da transmissão do campeonato brasileiro. A receita bruta se aproxima dos R$ 80 milhões. Este ano, o clube retorna a principal competição do continente, que é sinônimo de bom retorno financeiro. Além disto, houve a troca de fornecedor de material esportivo (sai Puma, entra Reebok), e o contrato foi reajustado no dobro do valor anterior e o cartão 5 estrelas também se tornou uma outra poderosa fonte de renda.
E finalmente, outro clube que merece destaque seria o Internacional/RS, que ultrapassou o River Plate e se tornou o time com maior número de “sócio-torcedores”: 83 mil e com planejamento de atingir cem mil no centenário do clube, arrecadando só com este projeto 41 milhões de reais (ou seja, 30% do orçamento anual do clube).
E no aspecto geral, para finalizar, são movimentados mais de R$200 milhões no Brasil, somente com venda de camisas dos clubes. Os fabricantes pagam cerca de 10% do faturamento com os produtos a título de royalties. Os grandes clubes brasileiros ganham com as vendas de camisetas cerca de R$ 15 milhões. E os fabricantes e o comércio faturam acima de R$ 150 milhões.
Concluindo, cada vez menos, iremos assistir a situações de “Davi e Golias” no mundo da bola, pois as competições exigem mais organização, planejamento e profissionalismo dos clubes. E estes que souberem separar Administração e Futebol em áreas específicas continuarão a ser os verdadeiros campeões !!

4 Comments:

At 3:57 AM, Blogger Rebeca said...

Acho importante saber utilizar de uma boa administração, inclusive em clubes de futebol, porém me vem a seguinte dúvida: será que teremos que torcer para uma empresa e seus funcionários ou ainda vão existir times que tem como prioridade serem campeões de títulos/campeonatos e não apenas de renda?

 
At 7:58 PM, Blogger Seja lider de si mesmo. said...

Assisti ao filme, e no geral gostei mais do final, onde o preço por um cargo ou posição social, não vale a pela renuncia da vida pessoal.
Geraldo Magela Silva
2ª Administração

 
At 8:41 PM, Blogger Não é o que eu sou. Mas sim o que eu faço que me define said...

Bom, já que indicou um filme, indico outro na mesma linha.
"Até onde você iria para manter tudo que tem?

Pacto Quebrado (One Way)
vida do publicitário Eddie Schneider parecia inabalável, mas sua carreira de sucesso e seu noivado com a bela Judy Birk estão ameaçados por uma reviravolta que o atinge de maneira devastadora. Seu cunhado, Anthony Birk, estuprou Angelina, uma colega de trabalho, e quer chantagear Eddie para que ele dê um falso testemunho que o livrará da prisão. Se Eddie não o fizer, Anthony contará a Judy sobre seus casos extraconjugais. Para proteger sua carreira e seu futuro casamento, Eddie ajuda a libertar Anthony ao se tornar um falso álibi no tribunal. Mas a vítima se vingará. Angelina mata Anthony, desaparece e faz com que Eddie seja o principal suspeito. Sem amigos e família para ajudá-lo, que se voltam contra ele, Schneider vai a julgamento. Mas um segredo de família pode mudar tudo.

Visite meu blog http://magelaadm.blogspot.com/
Geraldo Magela Silva 2ª ADM

 
At 2:50 PM, Blogger Poliana ADM said...

Legal esta postagem

 

Post a Comment

<< Home